Colecção Q

O sonho de Xelá

Alexandre Honrado & Marta Torrão

ISBN 978-84-96788-58-9

14,50

Cantidad:
INFORMACIÓN
  • Páginas 96 págs.
  • Encuadernación cartonado
  • Medidas 15x20 cm
  • Publicación agosto 2008

«Não acredito que se cresça por ler um livro», resmungava Miguel. «Pois eu, cada vez que entro num, saio diferente. Um levou-me a conhecer uma ilha onde chegou um náufrago; outro à Lua montado numa bala de canhão», disse o avô, «Agarra esse que está aí e abre-o na última página. Vês o ponto final? Então começou a aventura…» Miguel escorrega através do ponto final de um livro e cai num mundo delirante de fantasia.


Descripción

«Não acredito que se cresça por ler um livro», resmungava Miguel. «Pois eu, cada vez que entro num, saio diferente. Um levou-me a conhecer uma ilha onde chegou um náufrago; outro à Lua montado numa bala de canhão», disse o avô, «Agarra esse que está aí e abre-o na última página. Vês o ponto final? Então começou a aventura…» Miguel escorrega através do ponto final de um livro e cai num mundo delirante de fantasia. Com Xelá, Alex lido ao espelho, navega por um rio de cristal numa banheira a vapor com patas de leão, viaja por desertos de açúcar… Esta é uma história sobre o crescimento interior e a importância que os sonhos têm na formação dos mais pequenos e no seu desenvolvimento posterior, como adultos. O livro e a leitura aparecem como possíveis pontes entre o sonho que precisamos e a realidade em que nos encontramos no dia a dia. No mundo imaginário tudo é possível, e o protagonista, que não gosta de ler nem de imaginar, irá descobrir o prazer da criatividade e da imaginação, a par da afectividade. Do ponto de vista plástico, Marta Torrão oferece-nos ilustrações onde o seu particular imaginário de personagens adquire uma nova dimensão, mais depurada, jogando com dois níveis de finalização: o desenho a lápis a branco e preto para alguns momentos, e a recriação combinada de desenho e colagem a cores para os momentos de maior intensidade da história. Texto de Alexandre Honrado Ilustrações de Marta Torrão Tradução Dora Batalim Sottomayor