Colecção Q
Colecção Q
Colecção Q
Colecção Q
Out of Stock

O coração do alfaiate

Txabi Arnal & Cecilia Varela

ISBN 978-84-9871-290-2

15,50

Esgotado

Qual é o som do coração? E porque palpita?

 

O velho alfaiate vai descobri-lo graças a uma viagem, e nós graças a este emocionante livro de Txabi Arnal. O autor basco, neste segundo trabalho com a OQO editora, regressa para nos contar a história deste alfaiate que sente um vazio imenso dentro do peito. E como a vida ociosa do palácio não o preenche, um dia foge da sua gaiola dourada.


Descripción

Qual é o som do coração? E porque palpita?

 

O velho alfaiate vai descobri-lo graças a uma viagem, e nós graças a este emocionante livro de Txabi Arnal. O autor basco, neste segundo trabalho com a OQO editora, regressa para nos contar a história deste alfaiate que sente um vazio imenso dentro do peito. E como a vida ociosa do palácio não o preenche, um dia foge da sua gaiola dourada.

Mas como poderia ele imaginar que o mundo andava tão esfarrapado! Há pobreza, desastres naturais, guerras… O velho alfaiate tem muito que coser e remendar! Só tem carrinhos de linha, agulhas de vários tamanhos e uma velha tesoura, mas onde chega, acaba com as tristezas.

E como vai deixando amigos nos recantos do caminho, cada vez que deixa um lugar, o nosso protagonista ata a ponta da linha e vai soltando fio à medida que se afasta. Assim, todos os sítios visitados vão ficando ligados pelo fio, e deixa a rota traçada para quando decidir voltar.

 

Mas será apenas na derradeira ilustração, já sobre um mapa, que os leitores vão descobrir o verdadeiro significado da sua viagem. E a escolhida para nos revelar este segredo vai ser Cecilia Varela.

A ilustradora, de origem argentina, apesar de estabelecida há vários anos no México, estreia-se com este álbum na OQO editora. Em palavras da artista, um certo traço de melancolia caracteriza o seu trabalho, e as suas técnicas favoritas para ilustrar são o acrílico e o lápis sobre papel.

As imagens, umas vezes reforçam o que o texto diz, e outras desvelam aquilo que ele cala. E é assim que deve ser, na sua opinião, para que o leitor mergulhe alternativamente em qualquer um dos dois universos possíveis.

Em O Coração do alfaiate são muitos os pormenores que vale a pena comentar. O primeiro, a figura deste curioso protagonista. Reparem nele! O corpo dele não vos faz lembrar… um carrinho de linha? E o chapéu? Será um gorro ou um dedal? A sensibilidade de Cecilia Varela brota nos sítios mais inesperados. Humaniza os elementos da natureza, como o sol e a lua que, lá do alto, nos sorriem ou nos olham assombrados. Também não lhe passam despercebidos esses pequenos gestos dos animais: o cão que olha de esguelha, o peixe que salta a querer morder a linha… e que tanta ternura encerram.

Para além disto, nunca como aqui, as janelas foram tão importantes. Através delas vemos os interiores das casas e mundos perfeitamente retratados nos seus pequenos pormenores: guardas que bocejam, porque será? E quem é esse menino que espreita pela janela agarrado ao seu porquinho?

Um álbum mágico que se abre com um alfaiate dentro da sua gaiola particular, mas que se fecha de uma forma bem diferente: com um pássaro que voa livre. Não estás curioso?

 

Texto de Txabi Arnal

Ilustrações de Cecilia Varela

Tradução do espanhol Ângela Barroqueiro